abramo

Para texto em Espanhol, clique aqui

logo_unidospela_mo

DEPARTAMENTO DE MOTRICIDADE OROFACIAL

DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE FONOAUDIOLOGIA

 

ÁREAS DE DOMÍNIO EM MOTRICIDADE OROFACIAL 

 

  1. Promoção/prevenção da saúde no que se refere ao sistema miofuncional orofacial relacionado às funções de respiração, sucção, mastigação, deglutição e fala nos ciclos da vida, abrangendo o desenvolvimento desde o período gestacional até o processo natural de envelhecimento.
  2. Diagnóstico e intervenção dos distúrbios que envolvem o sistema miofuncional orofacial e suas funções de respiração, sucção, mastigação, deglutição e fala, nos diferentes ciclos da vida, de causa congênita ou adquirida, decorrentes de:
    • Comportamento miofuncional aprendido – hábito.
    • Anomalias craniofaciais como síndromes, fissuras labiopalatinas e outras malformações.
    • Alterações dento-oclusais e desproporções maxilo-mandibulares.
    • Alterações das estruturas de tecido mole que compõem o sistema estomatognático, tais como da língua, do frênulo lingual dentre outras.
    • Doenças respiratórias como rinite alérgica, asma, apneia obstrutiva do sono dentre outras.
    • Disfunções da articulação temporomandibular e dor orofacial.
    • Sequelas que envolvam danos orofaciais decorrentes de traumatismos, queimaduras, perfurações, entre outros.
    • Tratamento do câncer de boca.
    • Doenças Infecciosas com acometimento da mucosa das vias aéreas e digestórias superiores sendo as mais comuns: tuberculose, leishmaniose,  paracoccidioidomicose e AIDS.
    • Doenças do sistema nervoso central ou periférico como esclerose Lateral amiotrófica, miastenia grave, síndrome de Guillain-Barre, distrofias musculares, doença de Parkinson, paralisa facial, encefalopatia crônica não progressiva, acidente vascular encefálico, traumatismo craniofacial, disfunção neuromotora  entre outras.
    • Imaturidade do processo de desenvolvimento do neonato, como dificuldade na alimentação por via oral dentre outras.
    • Processo natural do envelhecimento, como o trabalho com a força e coordenação muscular, sensibilidade, estética facial, entre outras.
    • Perda dos dentes e processo de reabilitação oral protética.
    • Cirurgia bariátrica, obesidade e transtornos alimentares.

 

Atuação de modo integrado às diferentes especialidades:

  • Médicas (Otorrinolaringologia, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Gerontologia, Pediatria, Alergologia, Oncologia, Neonatologia, Neurologia, Dermatologia, Gastroenterologista, Endocrinologia, Genética, Pneumologia, Cirurgia Plástica, dentre outras).
  • Odontológicas (Odontopediatria, Ortodontia, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Cirurgia bucomaxilofacial, Disfunção temporomandibular e dor orofacial, Reabilitação oral, Periodontia, Estética, dentre outras).
  • Compreendendo ainda atuação de modo interdisciplinar com as áreas de Fisioterapia, Nutrição, Terapia ocupacional, Psicologia, com interfaces na área de Educação, Pedagogia e Psicopedagogia e com as demais especialidades da Fonoaudiologia, a saber: Audiologia, Disfagia, Fonoaudiologia Escolar, Linguagem, Saúde Coletiva e Voz.

 

Documento elaborado pela comissão designada em  31/10/2012 na reunião

do Departamento de Motricidade Orofacial da SBFa durante o XX Congresso

Brasileiro de Fonoaudiologia realizado em Brasília e aprovado em 23/09/2013

na reunião do Departamento de Motricidade Orofacial da SBFa durante o XXI

Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia realizado em Porto de Galinhas.

 

Membros da comissão:

Andréa Monteiro Correia Medeiros – CRFa. 4-5819-2

Andréa Rodrigues Motta – CRFa. 6-0853

Giédre Berretin-Felix – CRFa. 2-8200

Gislaine Aparecida Folha – CRFa.2-15830

Katia Flores Genaro – CRFa. 2-2241

Marcia Mendonça Lucena – CRFa. 1-7186

Silvia Márcia Andrade Campanha CRFa. 6-0851

Yasmin Frazão – CRFa. 2-3933